quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Andando sobre as águas

E logo ordenou Jesus que os seus discípulos entrassem no barco, e fossem adiante para o outro lado, enquanto despedia a multidão. E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só. E o barco estava já no meio do mar, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário; Mas, à quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus para eles, andando por cima do mar. E os discípulos, vendo-o andando sobre o mar, assustaram-se, dizendo: É um fantasma. E gritaram com medo. Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu, não temais. E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas. E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus. Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me! E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste? E, quando subiram para o barco, acalmou o vento. Então aproximaram-se os que estavam no barco, e adoraram-no, dizendo: És verdadeiramente o Filho de Deus. 
Mateus 14:22-33

O texto bíblico em referência relata uma das mais belas experiências proporcionadas por Jesus aos seus discípulos, vamos refletir um pouco acerca desta passagem:

Jesus quer que enfrentemos a tempestade
O versículo 22 mostra que Jesus ordenou a seus discípulos que entrassem no barco. Ele pretendia proporcionar uma nova experiência àqueles homens. Para tanto, permitiu que enfrentassem tamanha dificuldade, algo que nem mesmo experientes homens do mar poderiam contornar.
São as lutas que nos levam ao amadurecimento, a compreendermos nossas limitações e a dependermos de Deus em tudo. O Senhor permite que enfrentemos um vento contrário no meio do mar para que possamos entender quão frágil é nosso barco, quão limitados nós somos, por mais experiências que tenhamos. A realidade é que sem Ele em nosso barco, não somos páreo para o mar bravio.

À quarta vigília da noite…
Jesus permitiu que os discípulos enfrentassem a tempestade por quase toda a noite. Ele lhes ordenou que fossem ao outro lado antes do anoitecer e foi encontrá-los apenas na quarta vigília da noite. Considerando que a noite era dividida em quatro vigílias, entendemos que eles lutaram contra a tempestade por um longo período. Estavam, portanto, no auge da exaustão e sem recursos para reverter aquela situação.Era, então, a hora propícia para o sobrenatural de Deus. A última hora, quando os recursos humanos se esgotam. Deus não divide sua glória com ninguém, sua poderosa mão se manifesta na última vigília da noite, quando pensamos que é o fim, quando o adversário pensa que venceu…Pra que não restem dúvidas de que é Ele quem opera em nós todas as coisas. Essa é a hora do milagre! 
Se em nossa jornada enfrentarmos tempestades estando em obediência a sua Palavra e, nesse processo, percebermos que todos os recursos estão se esgotando não devemos temer, pois este quadro indica que temos um cenário pronto para a manifestação do poder de Deus em nossas vidas.

…assustaram-se e gritaram de medo…
No versículo 26, vemos a reação do homem natural frente à manifestação da Glória de Deus. Muitas vezes nos julgamos espirituais, mas agimos da mesma forma. Clamamos ao Senhor por sua intervenção e nos assombramos diante do seu agir. Buscamos uma explicação lógica para tudo e quando os fatos contrariam nosso raciocínio, ficamos perdidos, desorientados. Não reconhecemos nosso Deus porque não o conhecemos de fato. 
Os discípulos poderiam esperar que o Mestre, que os enviara para tal jornada, lhes aparecesse numa outra embarcação para lhes salvar. Eles certamente ficariam felizes em serem resgatados pelo Senhor, mas que experiência teriam adquirido? Toda aquela adversidade tinha um propósito. 
Se ao invés de reclamarmos tanto dos nossos problemas passássemos a buscar em oração a orientação de Deus, então compreenderíamos melhor o que Ele deseja nos ensinar. Os discípulos estavam assustados, cansados de lutar contra as ondas, sob as densas trevas da quarta vigília da noite e não conseguiram reconhecer que era o Senhor que se aproximava. Eles já tinham presenciado muitos sinais e maravilhas, mas aquilo era demais...mesmo para o Mestre! Constataram, então, que aquele era um fantasma. 
Tenhamos discernimento e saibamos reconhecer que no momento de maior dificuldade o Senhor não virá a nós num barco mais forte, para nos socorrer, ele virá sobre as águas para nos mostrar que até as circunstâncias que nos assolam lhes são sujeitas. Seus pensamentos não são os nossos pensamentos, seu agir não está vinculado às nossas expectativas.

...manda-me ir ter contigo sobre as águas...
A apresentação de Jesus aos discípulos poderia marcar o final de mais uma bela história, porém algo especial estava por acontecer e aqui falaremos de Pedro e de sua ousadia.Muito lembrado como alguém impulsivo, inconstante, a quem o Senhor não poucas vezes chamou a atenção, Pedro foi o único homem que teve o privilégio de andar com Jesus sobre as águas. Todos os discípulos viram o milagre, mas somente Pedro viveu o milagre. E tudo isso porque enquanto os outros duvidavam de que aquele fosse o Senhor, apenas ele teve ousadia para ir ao seu encontro.
Deus deseja ter comunhão com os seus, Ele deseja ter um relacionamento conosco. Fico a me perguntar o que aconteceria se todos pedissem ao mesmo tempo para ir ter com o Mestre sobre as águas. A possibilidade foi dada a todos, porém muitas pessoas contentam-se em ser expectadores. Não é diferente em nossos dias. Somos como discípulos no barco, olhando para Pedro e nos perguntando, como ele pode ser tão ousado? Será que ele vai cair? Por quanto tempo ele vai permanecer?

Vem...
A resposta de Jesus a Pedro é simples e nos mostra objetividade. Pedro foi direto em seu pedido, Jesus respondeu no mesmo tom: “Vem! “Diante da resposta de Jesus, Pedro deixa o barco e começa a caminhar sobre as águas, até o momento em que, assustado pelo vento, vacila e logo é socorrido pelo Senhor.O que esta experiência significa para nossas vidas?
Podemos visualisar três momentos em nossa jornada:
O primeiro momento refere-se a terra firme. Quando nos sentimos seguros em nós mesmos. Estado em que se encontram muitas pessoas cuja fé é apenas teórica. Não há experiência com Deus, portanto, também não há intimidade.
O segundo momento, é o momento da crise, quando deixamos a segurança da terra, aceitamos a ordem de Jesus e seguimos num mar revolto em obediência à sua Palavra. Muitas pessoas, nessa etapa encontram o conforto em Cristo, que acalma o vento e o mar e sentem-se satisfeitas.
Poucos são os que vivem o terceiro momento, de cresimento espiritual, o momento de experiência íntima com Deus, proporcionado aos que desejam e expressam este desejo com suas atitudes diante do Senhor. Estes deixam seu último resquício de confiança em si mesmo para depender totalmente de Deus. Andar sobre as águas é confiar totalmente em Jesus. Olhar para Ele e seguir. Por isso são poucos os que desfrutam disso. Temos uma tendência natural a nos apoiarmos em alguma coisa. Queremos sentir o solo sob nossos pés, o que pode ser traduzido em condições financeiras, amigos, saúde. Quando andamos sobre as águas só Jesus importa!
Aos que querem viver uma vida de plenitude, abandonando a mediocridade e o conformismo. Aos que já deixaram o porto e estão no barco lutando com a tempestade ao longo de toda noite, sabendo que há um propósito de Deus para esta situação. Jesus não quer apenas que você contemple o seu poder, Ele, numa única palavra te autoriza a viver o seu poder.
“Vem!”
Quando ele te chamar não olhe para o vento, não olhe para as águas, não importa qual a profundidade do mar, pois ele estará sob seus pés. Olhe para Jesus, siga ao seus encontro, ande sobre as águas!!!

Em Cristo
Junior Lima

2 comentários:

  1. MUITO BOM, LINDO BLOG! Eu acredito que Deus criou o homem e deixou o manual de instrução, a “BÍBLIA SAGRADA!” A bíblia é a divina revelação da palavra de Deus e não produtos enlatados, eu costumo dizer que: “As pessoas precisam parar de comer tudo o que dão. E começar a questionar! ” Alguém escuta alguma coisa de alguém, e saem falando, sem questionar, sem saber se é verdade ou não. As pessoas precisam se perguntar! Será que a minha crença esta de acordo com a lei de Deus? Será que a religião que eu nasci sempre me falou a verdade? Quando uma pessoa morre pra onde ela vai? Ela volta? A bíblia apoia o homossexualismo? Quem não herdara o reino de Deus? O que devo saber sobre idolatria, imagens e escultura? O que devo saber sobre o único batismo? Será que tem uma sequência para salvação? A quem eu devo me confessar, quem pode me perdoar? Religião salva alguém? Essas e outras perguntas e respostas em: www.aunicaverdadeemsuapropriabiblia.blogspot.com Você pode dizer, eu já sou salvo amém! Vamos atrás de quem não esta, “Se você quer se dar bem com o mundo seja hipócrita, mas se você quer se dar bem com Deu seja verdadeiro!” divulgue este site, porque : “Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. E irão vagabundos de um mar até outro mar, e do norte até ao oriente; correrão por toda parte, buscando a palavra do Senhor, e não a acharão." ( Amós cap 8 ver 11 e 12 )Fale para outras pessoas, por que “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns têm por tardia: mas é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. ”(II Pedro cap. 3 ver 8) e “Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo o homem. (I A Timóteo cap 2 ver 5 e 6) Seja sua bíblia, católica ou evangélica, aqui você vai tirar suas duvidas. www.aunicaverdadeemsuapropriabiblia.blogspot.com E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertara (João cap 8 ver 32) Se você tiver coragem de perguntar, a bíblia terá coragem de responder!

    ResponderExcluir
  2. Suas mensagens são muito boas e vir a seu blog é uma benção.Dou-lhe os parabéns e continue nessa sua força trazendo a cada dia essas mensagens gratificantes de edificação, consolação e exortação. É este o alvo da nossa vida, incentivar a continuar a nossa caminhada pelas veredas da luz, com alegria falando das maravilhas do nosso Salvador. Que sua vida brilhe mais e mais a cada dia. Se desejar fazer parte de meus amigos virtuais é só clikar. Faça-o de forma a que possa seguir também seu blog. As minhas cordiais saúdações em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir